USO E FLUIDEZ DO TERRITÓRIO: DINÂMICAS DAS FEIRAS NO PERÍODO DA GLOBALIZAÇÃO

  • Maria do Carmo Alves Universidade Estadual Vale do Acaraú - UVA
  • Virgínia Célia Cavalcante de Holanda Universidade Estadual Vale do Acaraú - UVA
  • Wellington Galvão Alves Universidade Estadual Vale do Acaraú - UVA
Palavras-chave: Espaço geográfico, Uso do território, Feira, Comércio, Consumo

Resumo

A noção de feira, pertence ao vocabulário humano desde a antiguidade, ganha novos sentidos no atual período histórico, das tecnologias e da globalização. Nesse sentido, buscamos analisar geograficamente os usos do território apoiado nas dinâmicas que perpassam e definem o circuito inferior da economia urbana, tendo como ponto de observação os circuitos das feiras que ocorrem semanalmente na região norte do Ceará, visto a partir do distrito de Aprazível na cidade de Sobral. A referida feira, objeto dessa pesquisa, se caracteriza pelo predomínio da oferta de produtos industrializados e de confecções, haja vista que esse tipo de comércio vem se expandindo pelo interior do Nordeste, trazendo impactos socioespaciais decorrentes do seu crescimento da ampliação de novos cenários desse tipo de mercado. Para Santos (2004), a definição de cada circuito se define por um conjunto de atividades realizadas em certo contexto, que liga a população a este, essencialmente pela atividade e pelo consumo, podendo se perceber que a diferença fundamental se dá pela tecnologia e organização. Busca-se compreender como se caracteriza esse circuito hoje e como o mesmo se relaciona com as variáveis do período atual usando o território do desses lugares como abrigo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria do Carmo Alves, Universidade Estadual Vale do Acaraú - UVA

Doutora em Geografia pela Universidade de São Paulo-USP (2017). Mestre em Geografia pela Universidade de São Paulo-USP (2009). Graduada em Geografia Licenciatura (2003) e Bacharelado (2005) pela Universidade Estadual Vale do Acaraú-UVA. Foi Gerente de Planejamento e Desenvolvimento Urbano da Prefeitura Municipal de Sobral (2005-2009). Experiência na área de Geografia: Magistério, Elaboração de Projetos, Planejamento Urbano e Geoprocessamento. Professora e Coordenadora de Pós-Graduação pelo Instituto de Estudos e Pesquisas do Vale do Acaraú-IVA (2010-2012). Coordenadora de pós-graduação no Instituto Dom José de Educação e Cultura - IDJ (2012 a 2014). Coordenadora de Desenvolvimento Urbano e Meio Ambiente e Coordenadora da Unidade de Gerenciamento de Projetos - UGP II de Planejamento, da Secretaria do Urbanismo e Meio Ambiente da Prefeitura Municipal de Sobral (2019).

Virgínia Célia Cavalcante de Holanda, Universidade Estadual Vale do Acaraú - UVA

Professora associada do curso de Geografia e do Mestrado Acadêmico em Geografia da Universidade Estadual Vale do Acaraú-UVA. Pesquisadora do Programa de Bolsas de Produtividade em Pesquisa e Estímulo à Interiorização e Inovação Tecnológica – PBI.

Wellington Galvão Alves, Universidade Estadual Vale do Acaraú - UVA

Especialista em Gestão Pública Municipal pela Universidade Estadual do Ceará - UECE.
Mestrando do Programa de Pós-Graduação em Geografia da Universidade Estadual Vale do
Acaraú - UVA.

Publicado
2022-07-20
Como Citar
ALVES, M. DO C.; HOLANDA, V. C. C. DE; ALVES, W. G. USO E FLUIDEZ DO TERRITÓRIO: DINÂMICAS DAS FEIRAS NO PERÍODO DA GLOBALIZAÇÃO. Revista da Casa da Geografia de Sobral (RCGS), v. 24, p. 42-59, 20 jul. 2022.
Seção
Artigos

Artigo(s) do(s) mesmo autor(es) na RCGS