OS IMPACTOS AMBIENTAIS ORIUNDOS DA IMPLANTAÇÃO DA VIA PAISAGÍSTICA AS MARGENS DO RIO MARANGUAPINHO NO BAIRRO CANINDEZINHO, FORTALEZA – CE

  • Daniel Paulo Braga Universidade Estadual do Ceará
  • Gislania de Meneses Silva
  • Tulio Viana Bandeira
  • Maria Lucia Brito da Cruz
Palavras-chave: Área de Preservação Permanente, Recursos Hídricos, Impacto Ambiental

Resumo

O referido trabalho busca fazer uma análise dos impactos ambientais oriundos da construção da via paisagística às margens do Rio Maranguapinho no bairro Canindezinho, ressaltando as transformações geradas pela sua implantação e a modificação do espaço urbano e das formas de ocupação da planície fluvial do rio neste trecho. Para a obtenção de resultados, foi realizado pesquisas bibliográficas e visitas em órgãos públicos para levantamento e obtenção de material digital ou impresso acerca da temática abordada. Efetuou-se a análise de imagens de satélite dos anos de 2010 e 2016 em caráter de comparação das temporalidades quanto as ocupações na Área de Proteção Permanente – APP. Também foram realizadas visitas de campo em pontos do bairro para verificação dos impactos e melhor compreender a realidade do objeto em estudo. Logo, os resultados demonstram que as intervenções realizadas pela via paisagística agregaram outros equipamentos urbanos de infraestrutura e organização espacial, tais como barragens, praças e conjuntos habitacionais, incluindo a qualificação das margens para a recuperação das APPs de aproximadamente 50 metros ao longo do rio, contudo, foram identificados problemas quanto a remoção dos moradores e a utilização das áreas desapropriadas para a acumulação de resíduos sólidos.

Palavras-chave: Área de Preservação Permanente. Recursos Hídricos. Impacto Ambiental.

 

ABSTRACT

This work seeks to analyze the environmental impacts of the construction of the landscaped road on the banks of the Maranguapinho River in the Canindezinho neighborhood, highlighting the transformations generated by its implantation and the modification of the urban space and the forms of occupation of the fluvial plain of the river in this section . In order to obtain results, bibliographical researches and visits were made to public agencies to collect and obtain digital or printed material about the subject matter. The analysis of satellite images of the years 2010 and 2016 was carried out in a comparison of temporalities and occupations in the Permanent Protection Area (APP). Field visits were also carried out at points in the neighborhood to verify impacts and better understand the reality of the object being studied. Therefore, the results show that the landscape interventions added other urban infrastructure and spatial organization equipment, such as dams, squares and housing complexes, including the qualification of the margins for the recovery of PPAs of approximately 50 meters along the river, however, problems were identified regarding the removal of the residents and the use of the expropriated areas for solid waste accumulation.

Keywords: Permanent Preservation Area. Water resources. Environmental impact.

 

RESUMEN

Este trabajo busca analizar los impactos ambientales derivados de la construcción de la carretera ajardinada a orillas del río Maranguapinho en el barrio de Canindezinho, destacando las transformaciones generadas por su implementación y la modificación del espacio urbano y las formas de ocupación de la llanura del río en este tramo. . Para obtener resultados, se llevaron a cabo investigaciones bibliográficas y visitas a agencias públicas para recopilar y obtener material digital o impreso sobre el tema. Se analizaron imágenes satelitales de 2010 y 2016 para comparar las temporalidades con respecto a las ocupaciones en el Área de Protección Permanente - APP. También se realizaron visitas de campo en puntos del vecindario para verificar los impactos y comprender mejor la realidad del objeto en estudio. Por lo tanto, los resultados muestran que las intervenciones paisajísticas han agregado otra infraestructura urbana y equipo de organización espacial, como presas, plazas y urbanizaciones, incluida la calificación de márgenes para la recuperación de APP de aproximadamente 50 metros a lo largo del río, sin embargo, se identificaron problemas con respecto a la remoción de residentes y el uso de áreas expropiadas para la acumulación de desechos sólidos.

Palabras clave: Área de Preservación Permanente. Recursos hídricos. Impacto ambiental.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2019-10-14
Como Citar
BRAGA, D. P.; SILVA, G. DE M.; BANDEIRA, T. V.; CRUZ, M. L. B. DA. OS IMPACTOS AMBIENTAIS ORIUNDOS DA IMPLANTAÇÃO DA VIA PAISAGÍSTICA AS MARGENS DO RIO MARANGUAPINHO NO BAIRRO CANINDEZINHO, FORTALEZA – CE. Revista da Casa da Geografia de Sobral (RCGS), v. 21, n. 2, p. 1374-1386, 14 out. 2019.