FATORES CONDICIONANTES E DESENCADEANTES DE QUEDAS DE BLOCOS NA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIACHO TRAPIÁ, SOBRAL, CEARÁ, BRASIL

  • Adisson Souza Tavares Universidade Estadual do Ceará/Programa de Pós Gradução em Geografia
  • Frederico de Holanda Bastos Universidade Estadual do Ceará/Programa de Pós Gradução em Geografia
  • Yuri da Silva Belarmino Universidade Estadual do Ceará/Programa de Pós Gradução em Geografia
Palavras-chave: Morfodinâmica, Susceptibilidade Geomorfológica, Quedas de Blocos

Resumo

As quedas de blocos são processos naturais, classificadas como eventos geomorfológicos perigosos ao homem a partir dos impactos que podem causar sobre as populações que vivem em encostas susceptíveis. O seu deflagro está submetido à influência de diversos fatores que possuem diferentes funções e dinâmicas. Os agentes geológicos, geomorfológicos, pedológicos, fitogeográficos, hidroclimáticos e antrópicos desencadeiam e condicionam os fenômenos, implicando na mudança de sua estrutura, velocidade e duração. De acordo com a classificação de Garcia (2012), este trabalho objetiva identificar os agentes condicionantes e desencadeantes de quedas de blocos, na bacia hidrográfica do Riacho Trapiá, localizada na vertente sul da Serra da Meruoca, noroeste do Ceará. Os passos metodológicos foram: levantamento bibliográfico e cartográfico, técnicas de geoprocessamento, pesquisa de campo e integralização dos dados. Entende-se que os diferentes fatores que levam à ocorrência de quedas de blocos podem ser agrupados em dois conjuntos, sendo eles condicionantes, que levam a predisposição ao início das quedas, e os desencadeantes, que são dinâmicos e iniciam diretamente os processos morfodinâmicos. Logo, a presente análise pode servir de base para diversos tipos de estudos sobre temáticas geomorfológicas, a exemplo das análises de dinâmicas de vertentes, cartografia de risco, planejamento ambiental, ou gestão de bacias hidrográficas.

Palavras-chave: Morfodinâmica; Susceptibilidade Geomorfológica; Quedas de Blocos.

 

ABSTRACT

Rockfalls are natural processes, classified as geomorphological events dangerous to man from the impacts they can cause on populations living on susceptible slopes. Its origin is subject to the influence of several factors that have different functions and dynamics. Geological, geomorphological, pedological, phytogeographic, hydroclimatic and anthropogenic agents trigger and condition phenomena, implying a change in structure, speed and duration. According to Garcia's classification (2012), this work aims to identify the conditioning and triggering agents of rockfalls, in the Riacho Trapiá watershed, located on the southern of Serra da Meruoca, northwestern Ceará. The methodological steps were: bibliographical and cartographic survey, geoprocessing techniques, field research and data collection. It is understood that the different factors that lead to the occurrence of rockfalls can be grouped in two sets, being they conditioners, which lead to the predisposition to the beginning of falls, and the triggers, which are dynamic and directly start the morphodynamic processes. Therefore, the present analysis can serve as the basis for several types of studies on geomorphological topics, such as slope dynamics analysis, risk mapping, environmental planning, or watershed management.

Keywords: Morphodynamic; Geomorphological Susceptibility; Rockfalls.

 

RESUMEN

Las caídas de rocas son procesos naturales, clasificados como eventos geomorfológicos peligrosos para el hombre por los impactos que pueden tener en las poblaciones que viven en laderas susceptibles. Su brote está sujeto a la influencia de varios factores que tienen diferentes funciones y dinámicas. Los agentes geológicos, geomorfológicos, pedológicos, fitogeográficos, hidroclimáticos y antrópicos desencadenan y condicionan los fenómenos, lo que implica un cambio en su estructura, velocidad y duración. De acuerdo con la clasificación de García (2012), este artículo objetiva identificar el acondicionamiento y los agentes desencadenantes de las caídas en la cuenca del Riacho Trapiá, ubicada en la ladera sur de la Serra da Meruoca, al noroeste de Ceará. Los pasos metodológicos fueron: levantamiento bibliográfico y cartográfico, técnicas de geoprocesamiento, investigación de campo e integración de datos. Se entiende que los diferentes factores que conducen a la aparición de caídas se pueden agrupar en dos conjuntos, que son factores condicionantes, guiando la predisposición         a la aparición de caídas, y los factores desencadenantes, que son dinámicos e inician directamente procesos morfodinámicos. Este análisis puede servir como base para estudios sobre temas geomorfológicos, tales como análisis de dinámica de taludes, mapeo de riesgos, planificación ambiental o gestión de cuencas hidrográficas.

Palavras clave: Morfodinámica; Susceptibilidad Geomorfológica; Caídas de Rocas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Adisson Souza Tavares, Universidade Estadual do Ceará/Programa de Pós Gradução em Geografia

Bacharel em Geografia (UECE - 2018), cursando mestrado acadêmico em Geografia pela mesma instituição (2018 - 2020). Cursa licenciatura em Geografia (UECE - desde 2018). 

Atualmente trabalha como Agente de Pesquisas e Mapeamento no setor de cartografia da GGC do IBGE - Unidade Estadual do Ceará.

Frederico de Holanda Bastos, Universidade Estadual do Ceará/Programa de Pós Gradução em Geografia
Possui Doutorado em Geografia (2012) e Mestrado em Desenvolvimento e Meio Ambiente (2005) pela Universidade Federal do Ceará, Especialização em Geoprocessamento Aplicado à Análise Ambiental e Recursos Hídricos (2005) e Bacharelado e Licenciatura em Geografia pela Universidade Estadual do Ceará (2000 e 2002). Atualmente é professor adjunto da Universidade Estadual do Ceará (UECE/CE). 
Yuri da Silva Belarmino, Universidade Estadual do Ceará/Programa de Pós Gradução em Geografia
Possui Graduação em Geografia Licenciatura Plena pela Universidade Estadual do Ceará (UECE), Mestrando do Programa de Pós-Graduação em Geografia (ProPGeo) da Universidade Estadual do Ceará, bolsista da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES).
Publicado
2019-09-30
Como Citar
TAVARES, A. S.; BASTOS, F. DE H.; BELARMINO, Y. DA S. FATORES CONDICIONANTES E DESENCADEANTES DE QUEDAS DE BLOCOS NA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIACHO TRAPIÁ, SOBRAL, CEARÁ, BRASIL. Revista da Casa da Geografia de Sobral (RCGS), v. 21, n. 2, p. 393-412, 30 set. 2019.