GEOMORFOLOGIA E CONTEXTO LITOLÓGICO DAS SERRAS DE MARANGUAPE E ARATANHA

  • Yuri da Silva Belarmino Universidade Estadual do Ceará, Programa de Pós-Graduação em Geografia
  • Frederico de Holanda Bastos Professor Adjunto do departamento de Geografia da Universidade Estadual do Ceará - UECE
  • Adisson Souza Tavares Universidade Estadual do Ceará, Programa de Pós-Graduação em Geografia.
Palavras-chave: Erosão diferencial, Comportamento litológico, Geomorfologia.

Resumo

As Serras de Maranguape e Aratanha são relevos residuais pré-litorâneos apresentando morfologia bastante dissecada, com litologias pertencentes ao Domínio Ceará Central, nos granitoides isotrópicos que formam intrusões no Grupo Ceará. Esta pesquisa tem como objetivo realizar uma caracterização do quadro geomorfológico da área de estudo como também do seu contexto litológico. Os caminhos metodológicos foram: levantamento bibliográfico e cartográfico, técnicas de geoprocessamento para interpretação de mapas, pesquisa de campo para validação dos resultados e finalizando com a integralização dos dados obtidos. Os relevos das duas serras passaram por erosão diferencial, somando-se a isostasia, mudança do nível de base e contribuições do recuo lateral de suas vertentes. Mantos de intemperismo formam-se em declividades menores que 30º e onde a rugosidade apresenta-se suavizada, setores como a vertente SSE da serra de Maranguape apresentam forte rugosidade e por assim maior dissecação e valores de declividade maiores, já no setor E da serra da Aratanha a rugodidade é maior e a declividade atinge valores entre 25 a 45º. Outras variáveis como curvatura da vertente e concentração de drenagem estabelecem melhores correlações a geomorfologia desses dois relevos residuais, assim como dados sobre datação e química de minerais das rochas encontradas.

Palavras-chave: Erosão diferencial; Comportamento litológico; Geomorfologia.

 

ABSTRACT

The Maranguape and Aratanha's massifs are pre-coastal residual reliefs with very dissected morphology, with lithologies belonging to the Central Ceará Domain, in the isotropic granitoids that form intrusions in the Ceará Group. This research aims to characterize the geomorphological framework of the study area as well as its lithological context. The methodological paths were: bibliographical and cartographic survey, geoprocessing techniques for map interpretation, field research to validate the results and finalizing with the payment of the obtained data. The reliefs of the two mountain ranges underwent differential erosion, adding to isostasy, changing the base level and contributions of the lateral retreat of its slopes. Mains of weathering are formed in slopes less than 30º and where the roughness is smoothed, sectors such as the SSE slope of the Maranguape mountain range have a strong roughness and thus greater dissection and higher values of slope, already in sector E of the Serra da Aratanha the roughness is greater and the slope reaches values between 25 to 45º. Other variables such as slope curvature and drainage concentration establish better correlations to the geomorphology of these two residual reliefs, as well as data on dating and mineral chemistry of the rocks found.

Keywords: Differential erosion; Lithological behavior; Geomorphology.

 

RESUMEN

Las montañas Maranguape y Aratanha son relieves residuales precosteros con una morfología muy disecada, con litologías pertenecientes al dominio central de Ceará, en los granitoides isotrópicos que forman intrusiones en el grupo de Ceará. Esta investigación tiene como objetivo caracterizar el marco geomorfológico del área de estudio, así como su contexto litológico. Las rutas metodológicas fueron: levantamiento bibliográfico y cartográfico, técnicas de geoprocesamiento para la interpretación de mapas, investigación de campo para validar los resultados y finalizar con la integración de los datos obtenidos. Los relieves de las dos sierras sufrieron erosión diferencial, lo que se sumó a la isostasis, el cambio del nivel de base y las contribuciones de la retirada lateral de sus pendientes. Las capas de meteorización se forman en pendientes inferiores a 30º y donde la rugosidad se alisa, sectores como la pendiente SSE de la cordillera de Maranguape presentan una fuerte rugosidad y, por lo tanto, una mayor disección y valores de pendiente más altos, ya en el sector E de la Serra da Maranguape. La rugosidad es mayor y la pendiente alcanza valores entre 25 y 45º. Otras variables como la curvatura de la pendiente y la concentración de drenaje correlacionan mejor la geomorfología de estos dos relieves residuales, así como los datos sobre la datación y la química de los minerales encontrados.

Palabras Clave: Erosión diferencial; Comportamiento litológico; Geomorfología.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Yuri da Silva Belarmino, Universidade Estadual do Ceará, Programa de Pós-Graduação em Geografia
Possui Graduação em Geografia Licenciatura Plena pela Universidade Estadual do Ceará (UECE), Mestrando do Programa de Pós-Graduação em Geografia (ProPGeo) da Universidade Estadual do Ceará, bolsista da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES). Foi bolsista na graduação de Iniciação Científica ICT/FUNCAP (2015/2016) e também bolsista PIBIC/CNPQ (2016/2017). 
Frederico de Holanda Bastos, Professor Adjunto do departamento de Geografia da Universidade Estadual do Ceará - UECE
Possui Doutorado em Geografia (2012) e Mestrado em Desenvolvimento e Meio Ambiente (2005) pela Universidade Federal do Ceará, Especialização em Geoprocessamento Aplicado à Análise Ambiental e Recursos Hídricos (2005) e Bacharelado e Licenciatura em Geografia pela Universidade Estadual do Ceará (2000 e 2002). Atualmente é professor adjunto da Universidade Estadual do Ceará (UECE/CE).
Adisson Souza Tavares, Universidade Estadual do Ceará, Programa de Pós-Graduação em Geografia.
Mestrando no Programa de Pós-Graduação em Geografia (ProPGeo/UECE). Bolsista da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES). Possui Bacharelado em Geografia (2018) pela Universidade Estadual do Ceará (UECE) e atualmente cursa Licenciatura em Geografia na mesma universidade. Foi bolsista de Iniciação Cientifica - PIBIC/CNPQ (2014-2016) da Universidade Estadual do Ceará. Participou do Programa de Monitoria Acadêmica da UECE como monitor da disciplina de Geomorfologia (2017).
Publicado
2019-09-30
Como Citar
BELARMINO, Y. DA S.; BASTOS, F. DE H.; TAVARES, A. S. GEOMORFOLOGIA E CONTEXTO LITOLÓGICO DAS SERRAS DE MARANGUAPE E ARATANHA. Revista da Casa da Geografia de Sobral (RCGS), v. 21, n. 2, p. 427-436, 30 set. 2019.