SECA NO SEMIÁRIDO CEARENSE: ESPACIALIZAÇÃO DOS DECRETOS DE EMERGÊNCIA DOS EVENTOS 2012 A 2017

  • Epaminondes Pinheiro Machado Neto Universidade Estadual do Ceará UECE
  • Francisca Leiliane Sousa de Oliveira Universidade Estadual do Ceará
  • Maria Lúcia Brito da Cruz Universidade Estadual do Ceará
Palavras-chave: Seca. Desastre. Ceará.

Resumo

O semiárido cearense é constituído a partir de uma história que envolve diretamente sua população, sendo constatados no espaço-tempo inúmeros desastres, configurados como casos de emergência, e diretamente relacionados a períodos que vão desde estiagens prolongadas a grandes secas, e de um contexto político-social. Nesse estudo de caso foram espacializados os decretos de emergência dos anos de 2012 a 2017, em virtude de extremos climáticos. São necessárias reconstituições temporais, a partir deste tema pela importância do resgate na história, permitindo a compreensão de como os eventos ocorreram, assim como, os erros e acertos que levaram a atualidade. Foram utilizadas obras que fomentam discussões sobre definições e conceitos, nos possibilitando associar, com  segurança, o fenômeno da seca no semiárido aos desastres naturais a partir de e fontes históricas. As bases de dados foram obtidas em órgãos públicos como a Coordenadoria Estadual de Defesa Civil – CEDEC, sendo analisadas a partir de estudos já realizados em conjunto com discussões qualitativas. Foi registrada uma relação direta do fenômeno da seca com as características de um desastre, no contexto do semiárido e do Nordeste do Brasil. A distribuição dos casos de emergência possibilitou a aferição de 179 municípios nos quais estiveram nos decretos, respectivamente, no ano de 2012: 170, em 2013: 166, em 2014: 168, em 2015: 154, em 2016: 132 e 2017: 117 registros de 184 municipalidades, apenas 05 não estiveram presentes.

Palavras-chave: Seca. Desastre. Ceará. 

 

ABSTRACT

The Ceará semi-arid is formed from a history that directly involves its population, being found in space-time numerous disasters, configured as emergency cases, and directly related to periods ranging from prolonged droughts to major droughts, and a political context -Social. In this case study, emergency decrees from 2012 to 2017 were spatialized due to climatic extremes. Temporal reconstitutions are necessary, based on this theme because of the importance of rescue in history, allowing the understanding of how events occurred, as well as the errors and successes that led to the present. Works were used that foster discussions about definitions and concepts, enabling us to safely associate the phenomenon of drought in the semi-arid with natural disasters from historical sources. The databases were obtained from public agencies such as the State Civil Defense Coordination - CEDEC, and were analyzed from studies already conducted in conjunction with qualitative discussions. A direct relationship between the drought phenomenon and the characteristics of a disaster was recorded in the context of the semiarid and northeastern Brazil. The distribution of emergency cases made it possible to measure 179 municipalities in which they were in the decrees, respectively, in 2012: 170, 2013: 166, 2014: 168, 2015: 154, 2016: 132 and 2017: 117 records from 184 municipalities, only 05 were not present.

Keywords: Drought. Disaster. Ceará.

 

RESUMEN

El semiárido de cearense se forma a partir de una historia que involucra directamente a su población, encontrándose en el espacio-tiempo numerosos desastres, configurados como casos de emergencia y directamente relacionados con períodos que van desde sequías prolongadas hasta sequías importantes, y un contexto político-social. En este estudio de caso, los decretos de emergencia de 2012 a 2017 se espaciaron debido a extremos climáticos. Las reconstituciones temporales son necesarias, basadas en este tema debido a la importancia del rescate en la historia, lo que permite comprender cómo ocurrieron los eventos, así como los errores y éxitos que llevaron al presente. Se utilizaron trabajos que fomentan debates sobre definiciones y conceptos, lo que nos permite asociar de manera segura el fenómeno de la sequía en las zonas semiáridas con los desastres naturales de fuentes históricas. Las bases de datos se obtuvieron de organismos públicos como la Coordinación de Defensa Civil del Estado (CEDEC) y se analizaron a partir de estudios ya realizados en conjunto con debates cualitativos. Se registró una relación directa entre el fenómeno de la sequía y las características de un desastre en el contexto del semiárido y el noreste de Brasil. La distribución de casos de emergencia permitió medir 179 municipios en los que estaban en los decretos, respectivamente, en 2012: 170, 2013: 166, 2014: 168, 2015: 154, 2016: 132 y 2017: 117 registros de 184 municipios, solo 05 no estaban presentes.

Palabras clave: Sequía. Desastre. Ceará

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Epaminondes Pinheiro Machado Neto, Universidade Estadual do Ceará UECE
Graduado em geografia pela Universidade Estadual do Ceará (UECE), Pós-graduando em Geoprocessamento Aplicado a Análise Ambiental e Recursos Hídricos pela Universidade Estadual do Ceará (UECE). Membro do Laboratório de Geoprocessamento e Estudos Aplicados (LABGEO) e do Grupo de Estudos de Geoprocessamento e Redução de Riscos e Desastres (GEO DESASTRES), foi membro do Programa de Educação Tutorial - PET geografia. Possui experiência na área de geografia com interesse nas áreas de riscos e desastres, geoprocessamento e ensino de geografia.
Francisca Leiliane Sousa de Oliveira, Universidade Estadual do Ceará
Possui Graduação em Geografia - modalidade Bacharelado (2009) e Licenciatura (2011) - pela Universidade Estadual do Ceará - UECE. Mestre e doutora em Geografia - Programa de Pós-Graduação em Geografia PROPGEO-UECE (2012; 2018). Foi monitora das disciplinas de Sensoriamento Remoto e Geomorfologia do Programa de Monitoria Acadêmica ? PROMAC/UECE; bolsista voluntária Laboratório de Geoprocessamento ? LABGEO/UECE; Tem trabalhos publicados em anais de eventos internacionais e nacionais, itens de produção técnica e participou da organização de eventos científicos. Recentemente, participou do curso Advancing Disaster Risk Reduction to Enhance Sustainable Development, na United Nations University, em Bonn - Alemanha. Atualmente, coordena o Grupo de Estudos - Geoprocessamento, Vulnerabilidade e Redução do Risco de Desastres - GeoDesastre no laboratório de Geoprocessamento e estudos aplicados - LabGeo/UECE.
Maria Lúcia Brito da Cruz, Universidade Estadual do Ceará

Tenho graduação em GEOGRAFIA pela Universidade Estadual do Ceará (1986), Especialização em Sensoriamento Remoto pelo Instituto nacional de pesquisas Espaciais - INPE(1989), Mestrado em Desenvolvimento e Meio Ambiente pela Universidade Federal do Ceará-UFC (1998), Doutorado em Geografia pela Universidade Federal de Pernambuco-UFPE (2010) e Pós-Doutorado em Geografia pela Universidade Federal do Pará-UFPA(2018). Atualmente estou professora da Universidade Estadual do Ceará junto aos cursos de Geografia em nível de Graduação e Pós-Graduação. Tento Ser e Saber Fazer Geografia.

 
Publicado
2019-09-30
Como Citar
NETO, E. P. M.; OLIVEIRA, F. L. S. DE; CRUZ, M. L. B. DA. SECA NO SEMIÁRIDO CEARENSE: ESPACIALIZAÇÃO DOS DECRETOS DE EMERGÊNCIA DOS EVENTOS 2012 A 2017. Revista da Casa da Geografia de Sobral (RCGS), v. 21, n. 2, p. 1254-1267, 30 set. 2019.