A IDEIA DE NATUREZA E SEU OCULTAMENTO NO SABER: REFLEXÕES ENTRE CIÊNCIA GEOGRÁFICA E COSMOLOGIA

Autores

  • David Emanuel Madeira Davim Universidade Estadual do Ceará (UECE)

DOI:

https://doi.org/10.35701/rcgs.v26.941

Palavras-chave:

Pensamento Ambiental, Pensamento Geográfico, Epistemologia da Geografia, Natureza, Espaço

Resumo

Esse escrito visa analisar, de modo breve, a trajetória na qual a ideia da natureza (e sua relação com o humano) foi discutida por referências importantes, tanto da Filosofia, quanto das Cosmologias e Ciências, tendo destaque os elementos que interessam a nossa disciplina, a Geografia. Tal busca no entendimento sobre a ideia de natureza, pelo caminho temporal-epistemológico do conhecimento ocidental, coincide, em certa medida, com as preocupações de intelectuais como Carlos Augusto Angel-Maya (1932-2010), pensador latino-americano, acadêmico, cientista, poeta, ambientalista e professor, que será explorado mais ao fim, como pronto de reflexão ambiental conclusiva. Tal interpretação epistêmica e genealógica, servirá como esforço reflexivo inicial sobre como a Geografia entendeu e entende a natureza conceitualmente e como a mesma pode repensar questões ambientais vigentes em nosso tempo, dando voz a interdisciplinaridade e a análise corológica. A profundidade e aplicabilidade nesse assunto será uma busca posterior em futuras publicações.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

David Emanuel Madeira Davim, Universidade Estadual do Ceará (UECE)

Professor Adjunto do curso de licenciatura, bacharelado e do programa de Pós-Graduação em Geografia da Universidade Estadual do Ceará (UECE).

Downloads

Publicado

2024-06-21

Como Citar

DAVIM, D. E. M. A IDEIA DE NATUREZA E SEU OCULTAMENTO NO SABER: REFLEXÕES ENTRE CIÊNCIA GEOGRÁFICA E COSMOLOGIA. Revista da Casa da Geografia de Sobral (RCGS), [S. l.], v. 26, n. 2, p. 182–216, 2024. DOI: 10.35701/rcgs.v26.941. Disponível em: //rcgs.uvanet.br/index.php/RCGS/article/view/941. Acesso em: 24 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos