A CENTRALIDADE DE MOSSORÓ (RN) NA REDE URBANA-REGIONAL (1858-1915)

  • Elizangela Justino de Oliveira Universidade Federal da Paraíba (UFPB)
Palavras-chave: Centralidade, Rede urbana, Geografia Histórica Urbana, Mossoró-RN (Brasil)

Resumo

A partir da segunda metade do século XIX, Mossoró torna-se um importante nó da rede urbana potiguar devido a sua função de empório e entreposto comercial entre o litoral e a sertão, cujo raio de influência extrapolava os limites territoriais da província do Rio Grande do Norte, alcançando o Ceará e a Paraíba.   A partir da análise da Geografia Histórica Urbana de Mossoró, é possível identificar as diferentes funções e as causas de sua influência sobre o território em diferentes temporalidades. Nesse sentido, este artigo tem como objetivo analisar a centralidade de Mossoró na rede urbana regional em fins do século XIX e início do século XX, identificando, para tanto, a atração e dispersão dos diferentes fluxos a partir da cidade, que lhe atribui centralidade em temporalidades distintas. A pesquisa possui abordagem na Geografia Histórica Urbana, conforme a demarcação temporal e a condução da análise com ênfase em várias fontes documentais primárias. Conclui-se que desde meados do século XIX, Mossoró constitui-se um importante nó da rede urbana-regional, passando por diversos processos de reestruturação de suas funções urbanas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Elizangela Justino de Oliveira, Universidade Federal da Paraíba (UFPB)

Doutora em Geografia pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB). Professora Substituta do Departamento de Geografia, da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN – Campus Central); e do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba (IFPB – Campus Cabedelo). Membro do Grupo de Estudos Urbanos (GEURB/UFPB).

Publicado
2021-09-06
Como Citar
OLIVEIRA, E. J. DE. A CENTRALIDADE DE MOSSORÓ (RN) NA REDE URBANA-REGIONAL (1858-1915). Revista da Casa da Geografia de Sobral (RCGS), v. 23, p. 192-220, 6 set. 2021.
Seção
Artigos