A DIMENSÃO TERRITORIAL DAS POLÍTICAS PÚBLICAS COMO INSTRUMENTO DE REAFIRMAÇÃO DAS TERRITORIALIDADES NAS COMUNIDADES TRADICIONAS: O CASO DO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA

  • Renato Augusto Souza Gomes Universidade Federal de Goiás (UFG)
Palavras-chave: Grupos tradicionais, PBF, Política pública, Territorialidades

Resumo

Diante das variadas formas de organização social dos agrupamentos populacionais no território brasileiro, vale ressaltar aquelas vividas pelas comunidades tradicionais, que são caracterizadas por grupos culturalmente diferenciados e que se destacam por suas formas de organização social, cultural e econômica específicas, além de desempenharem uma relação singular com seus territórios e com o ambiente natural. Tais grupos vivenciam historicamente um processo de exclusão econômica e social. No entanto, desde a Constituição Federal de 1988, têm ganhado visibilidade por parte das políticas públicas. Nesse sentido, o presente artigo busca compreender, por meio da vasta literatura sobre o conceito de território, as formas como esses grupos se territorializam nos espaços e o papel dos programas de transferência de renda e das demais políticas públicas nesse processo. Tendo como referência os Grupos Populacionais Tradicionais e Específicos (GPTE) do Programa Bolsa Família (PBF), o estudo busca espacializar as famílias quilombolas beneficiárias do PBF no território goiano, com destaque para o território quilombola do Sítio Histórico Kalunga (SHK), localizado no nordeste goiano. O estudo enfatiza a importância da dimensão territorial das políticas públicas no fortalecimento das territorialidades e identidades dos grupos tradicionais nos seus espaços de resistência.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Renato Augusto Souza Gomes, Universidade Federal de Goiás (UFG)

Mestrando em Geografia pela Universidade Federal de Goiás (UFG/IESA) concetrado na área de dinâmica socioespacial. Licenciado em Geografia (UFG/IESA) e cursando Bacharelado em Geografia (UFG/IESA). Pesquisa sobre os Programas de Transferência de Renda, tendo como objeto de pesquisa o Programa Bolsa Família (PBF) nos territórios das comunidades tradicionais. Membro do Laboratório de Estudos e Pesquisas em Dinâmicas Territoriais (Laboter) e do Grupo de Estudos sobre Redes e Produção do Território (GéTER) coordenado pelo professor Dr. Denis Castilho.

Publicado
2020-12-30
Como Citar
SOUZA GOMES, R. A. A DIMENSÃO TERRITORIAL DAS POLÍTICAS PÚBLICAS COMO INSTRUMENTO DE REAFIRMAÇÃO DAS TERRITORIALIDADES NAS COMUNIDADES TRADICIONAS: O CASO DO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA . Revista da Casa da Geografia de Sobral (RCGS), v. 22, n. 3, p. 22-39, 30 dez. 2020.
Seção
Artigos