A METROPOLIZAÇÃO DE MANAUS: A EXPANSÃO DOS LOTEAMENTOS FECHADOS NA AMAZÔNIA METROPOLITANA

  • Eudes Leopoldo Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará (FCH/Ietu/Unifesspa)
Palavras-chave: metropolização regional; loteamento fechado; Amazônia metropolitana; utopia experimental; Manaus

Resumo

O objetivo é pensar Manaus como uma metrópole, onde opera o processo de metropolização regional, tendo como um dos seus indicativos as formas imobiliárias metropolitanas, especialmente os loteamentos fechados, ao mesmo tempo em que se abrem os horizontes de utopias experimentais. Situa-se Manaus como uma das regiões metropolitanas estruturais do território brasileiro, compreendendo o processo de expansão dos loteamentos fechados na região metropolitana, com enfoque na produção do Alphaville na centralidade de Ponta Negra. Por fim, apresentam-se duas situações espaciais, uma forma urbana e uma forma arquitetônica, que permitem tecer alguns comentários sobre utopias experimentais na relação entre metrópole e floresta.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Eudes Leopoldo , Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará (FCH/Ietu/Unifesspa)

Doutor em Geografia Humana pela Universidade de São Paulo (USP). Mestre e graduado em Geografia pela Universidade Estadual do Ceará (UECE). Atualmente é Professor Adjunto da Faculdade de Ciências Humanas do Instituto de Estudos do Trópico Úmido da Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará (FCH/Ietu/Unifesspa) e Líder do Grupo de Pesquisa Geografia Regional e Produção do Espaço (Gerpe/Ietu/Unifesspa). Pós-doutorando em Geografia Regional pelo Laboratório de Estudos Regionais em Geografia do Departamento de Geografia da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo (Lergeo/DG/FFLCH/USP).

Publicado
2019-12-07
Como Citar
LEOPOLDO , E. A METROPOLIZAÇÃO DE MANAUS: A EXPANSÃO DOS LOTEAMENTOS FECHADOS NA AMAZÔNIA METROPOLITANA. Revista da Casa da Geografia de Sobral (RCGS), v. 21, n. 3, p. 4-21, 7 dez. 2019.