O MANGUEZAL DO RIO COREAÚ E SUA RELAÇÃO COM A DINÂMICA SOCIOAMBIENTAL DO MUNICÍPIO DE CAMOCIM

  • Camila França de Oliveira Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará-IFCE
  • Caroline Vitor Loureiro Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará - IFCE https://orcid.org/0000-0002-1870-6744
Palavras-chave: Estuário, Rio Coreaú, Relação socioambiental.

Resumo

O manguezal é considerado o ecossistema mais produtivo do planeta, tendo funções variadas, como a produção de nutrientes, estabilizador dos processos erosivos nos litorais, área de reprodução, abrigo e fuga de espécies, além de ser fundamental para o controle das alterações geradas pelas mudanças climáticas. No entanto, são áreas extremamente ameaçadas pelas atividades humanas. Nesse contexto, esta pesquisa objetiva avaliar as contribuições do manguezal do Rio Coreaú para a dinâmica socioambiental do município de Camocim, pois impactos sobre ele podem ter repercussão no que diz respeito aos processos tanto econômicos como ambientais. O Rio Coreaú, em Camocim, apresenta a segunda maior área de manguezal do estado, possuindo 35,3km², segundo a SEMACE (2004). Para o alcance do objetivo deste estudo foram realizados estudos bibliográficos e documental acerca da temática, avaliação de imagens de satélite da área e visitas in loco para levantamento das atividades econômicas associadas ao ecossistema.

Palavras-chave: Estuário; Rio Coreaú; Relação socioambiental.

 

RESUMEN

El manglar se considera el ecosistema más productivo del planeta, tiene funciones variadas, como la producción de nutrientes, la estabilización de los procesos de erosión en la costa, el área de reproducción, el refugio y el escape de especies, además de ser fundamental para el control de los cambios generados por los cambios climáticos. Sin embargo, son áreas extremadamente amenazadas por las actividades humanas. En este contexto, esta investigación tiene como objetivo evaluar las contribuciones del manglar del río Coreaú a la dinámica social y ambiental del municipio de Camocim, ya que sus impactos pueden tener repercusiones en los procesos tanto económicos como ambientales. El río Coreaú, en Camocim, tiene la segunda área de manglar más grande del estado, con 35,3 km², según SEMACE (2004). Para lograr el objetivo de este estudio se realizaron estudios bibliográficos y documentales sobre el tema, evaluación de imágenes satelitales del área y visitas al sitio para estudiar las actividades económicas asociadas con el ecosistema.

Palabras clave: Estuario; Río Coreaú; Relación socioambiental.

 

ABSTRACT

Mangroves are considered the most productive ecosystem on the planet, having varied functions, such as nutrient production, stabilization of coastal erosion processes, reproduction area, shelter and escape of species, as well as being fundamental to control changes caused by climate changes. However, they are areas that are extremely threatened by human activities. In this context, this research aims to evaluate the contributions of the Coreaú river mangrove to the socio-environmental dynamics of the Camocim, as impacts on it can have repercussions regarding both economic and environmental processes. The Coreaú river, in Camocim, presents the second largest mangrove area in the state, with 35.3 km², according to SEMACE (2004). In order to reach the objective of this study, bibliographical and documentary studies on the subject, evaluation of satellite images of the area and on-site visits were carried out to survey the economic activities associated to the ecosystem.

Keywords: Estuary; Coreaú river; Socio-environmental relations.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Camila França de Oliveira, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará-IFCE
Tecnóloga em Processos Ambientais pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará-IFCE. Assessora Técnica Administrativa da Cooperativa de Trabalho dos Catadores de Jericoacoara.
Caroline Vitor Loureiro, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará - IFCE
Doutora em Geografia pela Universidade Federal do Ceará - UFC (2016) com doutorado sanduíche pela TEXAS A&M UNIVERSITY, College Station (TX) U.S.A., no período de 04/2015 à 10/2015; Mestre em Geografia pela Universidade Federal do Ceará - UFC (2011); Licenciada em Geografia pela Universidade Federal do Ceará - UFC (2008.2); Atualmente professora do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará - IFCE (dedicação exclusiva); Publicações na área de Vulnerabilidade socioambiental; Turismo Comunitário; Impactos da energia eólica.
Publicado
2019-09-30
Como Citar
OLIVEIRA, C. F. DE; LOUREIRO, C. V. O MANGUEZAL DO RIO COREAÚ E SUA RELAÇÃO COM A DINÂMICA SOCIOAMBIENTAL DO MUNICÍPIO DE CAMOCIM. Revista da Casa da Geografia de Sobral (RCGS), v. 21, n. 2, p. 550-563, 30 set. 2019.