O PERÍMETRO IRRIGADO AYRES DE SOUZA: APONTAMENTOS E DISCUSSÕES

  • Antonia Vanessa Silva Freire Moraes Ximenes Secretaria da Educação do Estado do Ceará - SEDUC/CE
Palavras-chave: Ayres de Souza, Perímetros irrigados, Reorientação política.

Resumo

Objetivando revelar o perímetro irrigado Ayres de Souza, apontando aspectos de sua trajetória e de seu cotidiano, está este artigo. Neste se reflete ainda, sobre como os colonos selecionados na década de 1970 pelo DNOCS, para ocuparem o perímetro irrigado Ayres de Souza, se organizaram no projeto e estabeleceram complexas relações ao interagirem entre si; com o Estado;  com o mercado; com as comunidades em seu entorno e, principalmente, com as terras que compõem o Ayres de Souza, com as quais desenvolveram sentimentos de pertencimento ao longo de sua vivência nas mesmas, conferindo ao projeto caráteres de articulação e coesão que, por sua vez, o caracterizam e o diferem dos demais treze perímetros irrigados implantados no Semiárido nordestino, os quais no decorrer do tempo, assim como o Ayres de Souza, passaram por significativas mudanças resultantes da reorientação política traçada para estes projetos pelo Estado capitalista brasileiro, ocorrida na década de 1990 e que produziu diferentes contextos nestes projetos, a depender da forma como se adaptaram às novas demandas impostas pela mudança de viés político dos perímetros irrigados.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Antonia Vanessa Silva Freire Moraes Ximenes, Secretaria da Educação do Estado do Ceará - SEDUC/CE

Professora, doutora em Geografia pela Universidade Federal do Ceará – UFC. Atua como professora na Educação Básica na Secretaria da Educação do Estado do Ceará – SEDUC/CE

Publicado
2020-09-05
Como Citar
XIMENES, A. V. S. F. M. O PERÍMETRO IRRIGADO AYRES DE SOUZA: APONTAMENTOS E DISCUSSÕES. Revista da Casa da Geografia de Sobral (RCGS), v. 22, n. 2, p. 169-180, 5 set. 2020.
Seção
Artigos de fluxo contínuo