HAVANA VELHA, TURISMO INTERNACIONAL E CENTRALIDADES: RUA OBISPO E BOULEVARD SAN RAFAEL

Autores

  • Victor Dantas Siqueira Pequeno Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS)

DOI:

https://doi.org/10.35701/rcgs.v26.968

Palavras-chave:

Havana, Centro Histórico, Patrimonialização, Centralidade Urbana

Resumo

O presente artigo propõe uma discussão sobre as centralidades urbanas existentes nas cidades contemporâneas e que são decorrentes do investimento de capital para com o setor turístico. Tomo como exemplo a capital cubana que integra a agenda do turismo internacional desde que seu centro histórico foi inserido na lista de Patrimônio Mundial da Humanidade em 1981 pela UNESCO.  A partir dos trabalhos de campo realizados entre os meses de setembro a novembro de 2022, foi possível identificar práticas, conteúdos e formas que conferem centralidades à rua Obispo e ao Boulevard San Rafael.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Victor Dantas Siqueira Pequeno, Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS)

Mestrando em Geografia na Universidade Federal de Santa Maria (UFSM). Licenciado em Geografia pela Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS/UUCG) com período sanduíche na Facultad de Geografía da Universidad de La Habana (2022.2). Foi Bolsista de Iniciação Científica (2018.2 - 2019.1) pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) vinculado a Pró-reitoria de Pesquisa, Pós-graduação e Inovação (PROPPI) da UEMS/UUCG. Membro do Grupo de Pesquisa em Tecnologia, Território e Redes (GTTER) - UEMS/CNPq e pesquisador no Laboratório de Espacialidades Urbanas (LabEU) - UFSM/CNPq.

Downloads

Publicado

2024-02-12

Como Citar

PEQUENO, V. D. S. HAVANA VELHA, TURISMO INTERNACIONAL E CENTRALIDADES: RUA OBISPO E BOULEVARD SAN RAFAEL. Revista da Casa da Geografia de Sobral (RCGS), [S. l.], v. 26, n. 1, p. 58–83, 2024. DOI: 10.35701/rcgs.v26.968. Disponível em: //rcgs.uvanet.br/index.php/RCGS/article/view/968. Acesso em: 12 abr. 2024.

Edição

Seção

Artigos