A DIALÉTICA SOCIEDADE-NATUREZA NAS TRANS-FORMAÇÕES DA PAISAGEM: CONSERVAÇÃO E USO DOS BUTIAZAIS NO LITORAL DE SANTA CATARINA, BRASIL

Autores

  • Elisa Serena Gandolfo Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC)
  • Douglas Ladik Antunes Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC)
  • Carmen Garcez Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC)

DOI:

https://doi.org/10.35701/rcgs.v25.933

Palavras-chave:

Butia catarinensis, Ecologia Histórica, Formação Socioespacial

Resumo

O Butia catarinensis é uma espécie de palmeira (família Arecaceae) endêmica e ameaçada de extinção, que se distribui de forma heterogênea formando butiazais, considerados ecossistemas diferenciados onde ocorre predominância de espécies do gênero Butia. Com base nos pressupostos teóricos da formação socioespacial e da ecologia histórica, este artigo tem como objetivo resgatar elementos da formação do município de Imbituba, com enfoque nas relações estabelecidas entre o modo de vida das sociedades ali existentes em distintos momentos históricos e os butiazais, buscando compreender a presença da espécie na atualidade como resultado das dinâmicas de ocupação do território. A partir de um levantamento bibliográfico e documental, e da realização de entrevistas semiestruturadas, pode-se concluir que o butiá tem historicamente um grande significado cultural e econômico para as comunidades locais, principalmente associado às atividades agrícolas, além de cumprir importante papel do ponto de vista ecológico. Em virtude desses aspectos, tornam-se cruciais os esforços de conservação da espécie, que devem considerar a dimensão das práticas associadas como indissociáveis de sua presença no território.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Elisa Serena Gandolfo, Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC)

Doutoranda em Planejamento Territorial e Desenvolvimento Socioambiental (desde 2019.2), pela Universidade do Estado de Santa Catarina - UDESC. Mestre em Biologia Vegetal (2010), bacharel e licenciada em Ciências Biológicas (2002), ambos pela Universidade Federal de Santa Catarina. Professora da área de Meio Ambiente do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Santa Catarina (IFSC), campus Garopaba.

Douglas Ladik Antunes, Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC)

Doutor em Design, na área de concentração em Design e Sociedade, pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro - PUC-Rio (2011), Mestre em Engenharia Ambiental, área de concentração em Tecnologias de Saneamento Ambiental, pela Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC (2001), Engenheiro Mecânico pelo Instituto Mauá de Tecnologia / Escola de Engenharia Mauá - IMT/EEM (1998). É Professor Associado do Departamento de Design da Universidade do Estado de Santa Catarina - UDESC e Professor Permanente do Programa de Pós-Graduação em Planejamento Territorial e Desenvolvimento Sócio Ambiental - PPGPLAN/FAED/UDESC - dos cursos de Mestrado Acadêmico e Doutorado Acadêmico.

Carmen Garcez, Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC)

Bacharel em História pela Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo (FFLCH-USP) com Licenciatura em História pela Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo (FEUSP). Mestre em Planejamento Territorial e Desenvolvimento Socioambiental pela Universidade do Estado de Santa Catarina (PPGPlan/UDESC), com pesquisa entre os maricultores da Caieira da Barra do Sul, Florianópolis (SC). Doutoranda em Planejamento Territorial e Desenvolvimento Socioambiental na UDESC (PPGPlan/UDESC), desenvolvendo pesquisa entre os pescadores artesanais do Complexo Lagunar Sul de Santa Catarina, Linha de Pesquisa Planejamento Territorial e Desenvolvimento Social, Econômico e Espacial. Pesquisadora no Grupo de Pesquisa Práticas Interdisciplinares em Sociabilidades e Territórios (PEST/UDESC). Bolsista CAPES/DS.

Downloads

Publicado

2023-10-07

Como Citar

GANDOLFO, E. S.; ANTUNES, D. L.; GARCEZ, C. A DIALÉTICA SOCIEDADE-NATUREZA NAS TRANS-FORMAÇÕES DA PAISAGEM: CONSERVAÇÃO E USO DOS BUTIAZAIS NO LITORAL DE SANTA CATARINA, BRASIL. Revista da Casa da Geografia de Sobral (RCGS), [S. l.], v. 25, n. 2, p. 145–166, 2023. DOI: 10.35701/rcgs.v25.933. Disponível em: //rcgs.uvanet.br/index.php/RCGS/article/view/933. Acesso em: 29 fev. 2024.

Edição

Seção

Artigos