A OFICIALIZAÇÃO DA FEIRA DO APRAZÍVEL, SOBRAL (CE) E AS NOVAS LINGUAGENS DA COMUNICAÇÃO

  • Analine Maria Martins Parente Universidade Estadual Vale do Acaraú (UVA)
Palavras-chave: Novas linguagens, Oficialização da Feira, Feira Livre, Território

Resumo

O artigo apresenta uma síntese dos resultados obtidos na dissertação de mestrado, a qual estuda as transformações do espaço urbano de Aprazível após a chegada de uma feira de confecção no ano de 2001, objetivando compreender a dinâmica da feira e conhecer os aspectos relevantes da oficialização desta e as formas de marketing adotadas pela Associação dos Feirantes de Aprazível (AFA). Os procedimentos metodológicos basearam-se em levantamento bibliográfico; observação e contato com os processos e os atores; realização de entrevistas e aplicação de questionários, revelando-nos que a oficialização da feira ocorre por meio do seu reconhecimento pela Prefeitura Municipal de Sobral e da criação da AFA, entidade que, além de cuidar da estrutura, é responsável pelos instrumentos de publicidade, enaltecendo o comércio local e, consequentemente, o distrito.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Analine Maria Martins Parente, Universidade Estadual Vale do Acaraú (UVA)

Graduada em Geografia (licenciatura) pela Universidade Estadual Vale do Acaraú (UEVA) e pesquisadora da Feira do Aprazível, Sobral (CE). Mestrado em Geografia pela Universidade Estadual Vale do Acaraú (UVA). Atualmente desenvolve pesquisas referentes a Feira do Aprazível, Ensino de Geografia e Formação de Professores.

Publicado
2020-12-30
Como Citar
PARENTE, A. M. M. A OFICIALIZAÇÃO DA FEIRA DO APRAZÍVEL, SOBRAL (CE) E AS NOVAS LINGUAGENS DA COMUNICAÇÃO. Revista da Casa da Geografia de Sobral (RCGS), v. 22, n. 3, p. 180-189, 30 dez. 2020.
Seção
Artigos