DE CAOS SISTÊMICO E DE CRISE CIVILIZATÓRIA: TENSÕES TERRITORIAIS EM CURSO

  • Carlos Walter Porto-Gonçalves Universidade Federal Fluminense (UFF)
Palavras-chave: Caos Sistêmico, Ruptura Metabólica, Antropoceno/Capitaloceno, Território-Territorialidade-Territorialização

Resumo

Nesse artigo refletimos sobre o atual momento histórico-civilizatório que vivemos. Trata-se de um período histórico em crise, mas de uma crise que vai além da crise do capitalismo enquanto crise civilizatória. Trata-se de um período de caos sistêmico ou de crise de um padrão de poder/saber que nos governa há 500 anos. Portanto de uma crise de larga duração. As bases em que se sustentavam esse padrão de poder/saber – a dominação da natureza e de todos os grupos sociais que à natureza são assimilados – os indígenas/selvagens, os negros, as mulheres, os que operam com as mãos sejam proletários ou camponeses – começam a ser abertamente questionados por aqueles que, apesar de lutarem a mais de 500 anos, só agora pós 1950/1960 começam a ter voz na cena política. Reinventam, assim, suas relações com a natureza e a cultura, com o conceito de território, desnaturalizando-o. Assim, diante de um dos mais intensos processos expropriatórios que a humanidade jamais viveu, como nos últimos 50 anos, emergem outras referências teórico-politicas sinalizando que estamos diante de outros horizontes de sentido não eurocêntricos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Carlos Walter Porto-Gonçalves, Universidade Federal Fluminense (UFF)

Possui graduação em Geografia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1972), mestrado em Geografia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1985) e doutorado em Geografia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1998). Atualmente é professor por tempo determinado - Universidad Nacional de Córdoba - Argentina, assessoria em pesquisa-extensão com a UFF da Comissão Pastoral da Terra - Nacional e professor Titular da Universidade Federal Fluminense. Foi agraciado com: Prêmio Chico Mendes na Categoria de Ciência e Tecnologia pelo Ministério do Meio Ambiente, em 2004; Prêmio Casas de las Américas em Literatura Brasileira, em 2008, em Havana, Cuba, por seu livro A Globalização da Natureza e a Natureza da Globalização; Prêmio Geógrafo de Destaque - Manoel Coreia de Andrade, outorgado pela ANPEGE, em 2017; Prêmio Milton Santos de Mérito Geográfico, outorgado pelo XVII Encontro de Geógrafos da América Latina, em 2019, Quito Equador. Tem experiência na área de Geografia, com ênfase em Geografia Social, atuando principalmente nos seguintes temas: conflito social, colonialidade do saber, ecologia política, território-territorialidade e justiça ambiental, Amazônia e América Latina.

Publicado
2020-09-05
Como Citar
PORTO-GONÇALVES, C. W. DE CAOS SISTÊMICO E DE CRISE CIVILIZATÓRIA: TENSÕES TERRITORIAIS EM CURSO. Revista da Casa da Geografia de Sobral (RCGS), v. 22, n. 2, p. 103-132, 5 set. 2020.
Seção
Artigos de fluxo contínuo