DIFUSÃO ESPACIAL E INTERIORIZAÇÃO DA COVID-19 NO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL

  • Rivaldo Faria Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)
  • Maurício Rizzatti Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)
  • Douglas Bouvier Erthal Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)
  • Pedro Leonardo Cezar Spode Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)
  • Natália Lampert Batista Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)
  • Romario Trentin Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)
  • Iago Turba Costa Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)
  • Anderson Augusto Volpato Sccoti Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)
  • Carina Petsch Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)
  • João Henrique Quoos Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)
Palavras-chave: novo Coronavírus, Análise Espacial, Desigualdades Territoriais, Densidade de Kernel, Índice de Privação Social.

Resumo

A COVID-19 já é o maior desafio de saúde pública deste século e se estende rapidamente no Brasil, das capitais ao interior, com variações que acompanham suas próprias desigualdades territoriais. A rápida dispersão do vírus levou o país a assumir o segundo lugar em número de casos no mundo, mas é ainda incerta as consequências desse processo nos municípios de pequeno porte e de elevada privação social. O objetivo deste trabalho é analisar a difusão e interiorização espacial da COVID-19 no estado do Rio Grande do Sul e avaliar essa dispersão em relação a uma tipologia de municípios classificados por tamanho populacional e níveis de privação social. Trata-se de um estudo ecológico realizado com todos os casos registrados de COVID-19 entre as 11ª e 21ª semanas epidemiológicas (SE). Os dados foram coletados em fontes secundárias oficiais e modelados em sistema de informação geográfica. As análises foram realizadas com técnicas exploratórias de dados espaciais, estatística descritiva e uso do estimador de densidade de Kernel. Os resultados mostraram concentração espacial de casos e óbitos de COVID-19 nos eixos mais desenvolvidos do estado, mas nas últimas SE o crescimento foi maior nos municípios de pequeno e médio porte e de elevada privação social.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rivaldo Faria, Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)

Prof. Dr. do Programa de Pós-Graduação em Geografia (PPGGeo) e do Departamento de Geociências na Universidade Federal de Santa Maria (UFSM).

Maurício Rizzatti, Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)

Doutorando em Geografia no Programa de Pós-Graduação em Geografia (PPGGeo) da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM).

Douglas Bouvier Erthal, Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)

Mestrando em Geografia no Programa de Pós-Graduação em Geografia (PPGGeo) da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM).

Pedro Leonardo Cezar Spode, Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)

Doutorando em Geografia no Programa de Pós-Graduação em Geografia (PPGGeo) da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM).

Natália Lampert Batista, Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)

Pós-Doutoranda em Geografia no Programa de Pós-Graduação em Geografia (PPGGeo) da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM).

Romario Trentin, Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)

Prof. Dr. do Programa de Pós-Graduação em Geografia (PPGGeo) e do Departamento de Geociências na Universidade Federal de Santa Maria (UFSM).

Iago Turba Costa, Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)

Doutorando em Geografia no Programa de Pós-Graduação em Geografia (PPGGeo) da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM).

Anderson Augusto Volpato Sccoti, Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)

Prof. Dr. do Departamento de Geociências na Universidade Federal de Santa Maria (UFSM).

Carina Petsch, Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)

Profª. Drª. do Departamento de Geociências na Universidade Federal de Santa Maria (UFSM).

João Henrique Quoos, Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)

Doutorando em Geografia no Programa de Pós-Graduação em Geografia (PPGGeo) da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM).

Publicado
2020-09-05
Como Citar
FARIA, R.; RIZZATTI, M.; BOUVIER ERTHAL, D.; CEZAR SPODE, P. L.; LAMPERT BATISTA, N.; TRENTIN, R.; TURBA COSTA, I.; VOLPATO SCCOTI, A. A.; PETSCH, C.; QUOOS, J. H. DIFUSÃO ESPACIAL E INTERIORIZAÇÃO DA COVID-19 NO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL. Revista da Casa da Geografia de Sobral (RCGS), v. 22, n. 2, p. 26-43, 5 set. 2020.
Seção
Seção Especial: Reflexões científicas e sociopolíticas sobre a COVID-19