O TRANSPORTE PÚBLICO NA CAPITAL MAPUTO (MOÇAMBIQUE): ABORDAGENS E ANÁLISES GEOGRÁFICAS ATRAVÉS DO INTERCÂMBIO DE CONHECIMENTOS E TROCA DE SABERES

  • João Henrique Santana Stacciarini Universidade Federal de Uberlândia (UFU)
  • Laira Cristina da Silva Universidade Federal de Goiás
Palavras-chave: Transporte Público, Análises Geográficas, Maputo, Moçambique.

Resumo

O sistema de transportes coletivos é, sem dúvidas, elemento essencial a qualquer grande cidade no mundo e em Maputo, capital moçambicana, não é diferente. Com seus 1.194.121 habitantes, Maputo se expande a um ritmo anual de crescimento de aproximadamente 1,3%, necessitando, desta forma, de um atendimento qualificado para atender a grande demanda. Entretanto, ao que se observa, na realidade, este significativo crescimento não é acompanhado pela ampliação da oferta do serviço e, ainda menos, pela evolução da qualidade deste, que se apresenta de forma muito peculiar e causa estranheza e espanto, até mesmo em quem está “acostumado” com o caótico e deficitário transporte público das grandes metrópoles brasileiras. Neste sentido, a corrente pesquisa materializa-se através de Missão Científica ocorrida em outubro de 2016 no país Africano (Moçambique) – no âmbito do projeto de Intercâmbio de Conhecimentos e Trocas de Saberes financiado pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) – buscando-se avaliar questões como distribuição, frequência, qualidade, segurança, mobilidade, acessibilidade, dentre outras variáveis do transporte público na capital moçambicana. Inferências e interpretações que se tornam possíveis através da realização de trabalhos de campo, entrevistas, e estudos teóricos-empíricos acerca do tema em questão.

Palavras-chave: Transporte Público; Análises Geográficas; Maputo; Moçambique.

 

ABSTRACT

The collective transportation system is undoubtedly an essential element in any major city in the world and in Maputo, the Mozambican capital, it is not different. With its 1,194,121 inhabitants, Maputo expands at an annual growth rate of approximately 1.3%, thus requiring a qualified service to meet the high demand. However, what is observed, in fact, is that the significant growth is not accompanied by the expansion of the service offer and, still less, by the evolution of the service quality, which presents itself in a very peculiar way and causes strangeness and astonishment, even in whom is "accustomed" to the chaotic and deficient public transport of the great Brazilian metropolises. In this sense, the current research is materialized through a Scientific Mission held in October 2016 in the African country (Mozambique) - within the scope of the Knowledge and Expertise Exchange project financed by the Coordination for the Improvement of Higher Education Personnel (CAPES) - seeking to evaluate issues such as distribution, frequency, quality, safety, mobility, accessibility, among other variables of public transport in the Mozambican capital. Inferences and interpretations that become possible through fieldwork, interviews, and theoretical-empirical studies on the subject.

Keywords: Public Transport; Geographical Analysis; Maputo; Mozambique.

 

RESUMEN

El sistema de transporte colectivo es, sin duda, elemento esencial a cualquier gran ciudad en el mundo y en Maputo, capital mozambiqueña, no es diferente. Con sus 1.194.121 habitantes, Maputo se expande a un ritmo anual de crecimiento de aproximadamente el 1,3%, necesitando, de esta forma, de una atención calificada para atender la gran demanda. Sin embargo, a lo que se observa, en realidad, este significativo crecimiento no es acompañado por la ampliación de la oferta del servicio y, aún menos, por la evolución de la calidad de éste, que se presenta de forma muy peculiar y causa extrañeza y espanto, incluso en quien está "acostumbrado" con el caótico y deficitario transporte público de las grandes metrópolis brasileñas. En este sentido, la corriente investigación se materializa a través de Misión Científica ocurrida en octubre de 2016 en el país africano (Mozambique) - en el marco del proyecto de Intercambio de Conocimientos e Intercambios de Saberes financiado por la Coordinación de Perfeccionamiento de Personal de Nivel Superior (CAPES) - buscando evaluar cuestiones como distribución, frecuencia, calidad, seguridad, movilidad, accesibilidad, entre otras variables del transporte público en la capital mozambiqueña. Inferencias e interpretaciones que se hacen posibles a través de la realización de trabajos de campo, entrevistas, y estudios teóricos-empíricos acerca del tema en cuestión.

Palabras clave: Transporte público; Análisis Geográficos; Maputo; Mozambique.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

João Henrique Santana Stacciarini, Universidade Federal de Uberlândia (UFU)
Professor do Departamento de Geografia na Universidade Federal de Uberlândia (UFU)
Laira Cristina da Silva, Universidade Federal de Goiás
Mestre em Geografia pela Unviersidade Federal de Goiás (UFG)
Publicado
2018-07-20
Como Citar
STACCIARINI, J. H. S.; SILVA, L. C. DA. O TRANSPORTE PÚBLICO NA CAPITAL MAPUTO (MOÇAMBIQUE): ABORDAGENS E ANÁLISES GEOGRÁFICAS ATRAVÉS DO INTERCÂMBIO DE CONHECIMENTOS E TROCA DE SABERES. Revista da Casa da Geografia de Sobral (RCGS), v. 20, n. 2, p. 69-81, 20 jul. 2018.
Seção
Artigos