ENTRE DOIS MUNDOS: TURISMO DE BASE LOCAL NA COMUNIDADE DE PONTA GROSSA - ICAPUÍ-CEARÁ

  • Maria de Fátima de Albuquerque Caracristi Universidade Federal do Tocantins - UFT
  • Jaci Câmara de Albuquerque IFTO - INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO TOCANTINS.
Palavras-chave: Turismo - sobrevivência-território-política-pública

Resumo

A comunidade de Ponta Grossa, localizada à beira mar, no município de Icapuí-Ceará, região Nordeste do Brasil, ocupa uma faixa da praia de um quilômetro, onde residem cerca de trezentas pessoas, todas originadas do mesmo tronco familiar.  A comunidade sobrevive à base do turismo comunitário que substituiu a cultura pesqueira devido à escassez de peixes e lagostas. Do alto, se vê o mar aberto, a vegetação formada por coqueiros, falésias e plantas nativas, ainda estão dispostas de maneira a conter o avanço do mar, que ocorre de maneira decisiva e com intensidade, destruindo as casas dos pescadores da comunidade. A convivência dos turistas com a comunidade ocorre de maneira respeitosa entre os pescadores mais velhos, as senhoras rendeiras, com seus relatos de luta. A pesquisa teve por objetivo investigar a importância que o turismo de base comunitária incide sobre a população, além de evidenciar a contradição social e econômica ali existente amparada pela política pública estadual, responsável pela implantação dessa modalidade de turismo. As dificuldades para sobrevivência, uma delas relacionadas ao poder do território, cada vez mais minorado, de um lado, pelo avanço do mar, de outro, por grandes latifúndios, contrasta com a pobreza e a simplicidade do povo de Ponta Grossa.

Palavras-chave: Turismo. Sobrevivência. Território. Política-pública.

 

ABSTRACT

The community of Ponta Grossa in the municipality of Icapuí in Ceará, Brazil's Northeast region is located by the sea, occupying a strip of beach a kilometer, home to about three hundred people, all originated from the same family trunk. The community survives the basis of community tourism which replaced the fishing culture due to the scarcity of fish and lobsters. From the top, you see the open sea, the vegetation formed by coconut trees, cliffs and native plants, are still willing to contain the advance of the sea, which occurs decisively and intensively destroying the homes of community fishermen. The coexistence of tourists with the community is respectfully among older fishermen, tenants ladies, with their stories of struggle. The research aimed to investigate the importance of the community-based tourism focuses on people, besides highlighting the social and economic contradiction there existing supported by state public policy, responsible for the implementation of this type of tourism. The difficulties for survival, one related to the power of the territory, more cushioned on the one hand, the advance of the sea on the other, by large estates, in contrast to the poverty and simplicity of Ponta Grossa people.

Keywords: Tourism. Survival-territory. Political public

 

RESUMEN

La comunidad de Ponta Grossa, ubicada a la margen del mar, en el municipio de Icapuí en Ceará, región Nordeste del Brasil, ocupa una franja de playa de un kilómetro, dónde vive cerca de trescientas personas, todas originarias del mismo tronco familiar. La comunidad sobrevive a la base de turismo comunitario que sustituyó a la cultura pesquera debido a la escasez de peces y langostas. Desde lo alto, se ve el mar abierto, la vegetación formada por cocoteros, acantilados y plantas nativas, es tánto da vía dispuestos a contener el avance del mar, que se produce de manera decisiva e con intensa destrucción de las casas de los pescadores de la comunidad. La convivencia de los turistas con la comunidad es respetuosa entre los pescadores mayores, las señoras, con sus historias de lucha. La investigación tuvo como objetivo investigar la importancia que el turismo de base comunitaria incide sobre la populación, además de poner de relieve la contradicción social y económica allí existente con el apoyo de las políticas públicas del Estado, responsable por la implantación de este tipo de turismo. Las dificultades para la supervivencia, una relacionada con el poder del territorio, cada vez más aminorado, por el avance del mar, de otro, por los grandes latifundios, contrasta con la pobreza y las en cillez de la gente de Ponta Grossa.

Palabras-clave: Turismo supervivencia. Territorio. Políticas públicas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria de Fátima de Albuquerque Caracristi, Universidade Federal do Tocantins - UFT
Possui graduação em Comunicação Social pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (1988), Especialização em Educação Ambiental pela Universidade Federal do Mato Grosso e Mestrado em Ciências da Comunicação pela Universidade de São Paulo (1994). Atualmente é professora Adjunta da Universidade Federal do Tocantins, aluna de Doutorado do Instituto de Estudos Sócio Ambientais IESA-UFG, atuando principalmente nos seguintes temas: comunicação-ambiente, educação-política-comunidade; comunicação-educação-ambientes virtuais, rádio-escola-comunicação e jornalismo-comunicação-educação.
Jaci Câmara de Albuquerque, IFTO - INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO TOCANTINS.
Professora concursada de Turismo e Hospitalidade no IFTO - Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Tocantins. desde 2008. Atualmente coordenadora da Área de Turismo com mestrado no PPGTUR-UFRN, na linha de Gestão de Turismo, com pesquisa na Educação Superior de Turismo.
Publicado
2015-12-20
Como Citar
CARACRISTI, M. DE F. DE A.; ALBUQUERQUE, J. C. DE. ENTRE DOIS MUNDOS: TURISMO DE BASE LOCAL NA COMUNIDADE DE PONTA GROSSA - ICAPUÍ-CEARÁ. Revista da Casa da Geografia de Sobral (RCGS), v. 17, n. 3, p. 112-127, 20 dez. 2015.
Seção
Artigos